Um homem foi parado no aeroporto de O’Hare, em Chicago, nos Estados Unidos, ao tentar entrar no país com mais de 14 quilos de carne de rato. Ele estava chegando da Costa do Marfim.

Segundo o site Metro UK, a carne foi confiscada e destruída. O porta-voz da alfândega dos EUA, Steve Bansbach, explicou que o homem não foi multado e pode prosseguir a viagem, pois foi objetivo em relação ao que estava trazendo.

“Quando chegou, ele declarou o produto e nós inspecionamos. Tentamos instruir pessoas como ele para que a situação não se repita”, afirmou Bansbach. De acordo com o porta-voz, carnes provindas da África são barradas nos aeroportos estadunidenses para prevenir a entrada de produtos possivelmente contaminados pela peste suína africana.

Um relatório publicado pelo Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA afirma que em 2018, foram confiscaram mais de 4,5 mil materiais entre plantas, carnes e outros produtos de origem animal.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos