Viajar é algo que transforma a rotina, reinventa e recicla hábitos, transforma ideias e aproxima amores, amigos e familiares. Depois de uma experiência inesquecível longe de casa, é quase impossível parar ou deixar em “stand by” os planos de conhecer um novo destino. Por isso mesmo, as aventuras (nacionais ou internacionais) têm ganhado um papel de destaque no planejamento financeiro das famílias – ou mesmo dos viajantes-solo, que são cada vez mais comuns.

Apesar da crise, 2016 tem tudo para ser o ano das viagens. Essa é a conclusão de um estudo global da Visa sobre as intenções e preferências de viagens dos consumidores. Se liga em algumas tendências de comportamento e destinos de viagem que foram contemplados no estudo:

1 – Não vai parar

O ano de 2016 tem previsões otimistas para aqueles que são apaixonados por viagens, sem dúvida alguma. Entre os inexperientes, a vontade é de fazer pelo menos três viagens internacionais diferentes. Os mais viajados, por sua vez, pretendem conhecer cinco novos destinos. Apesar da crise, hein?

2 – Prazer, Egito

 

Olha, a Disney não é o único destino de lazer “disponível” no mundo. As coisas podem ser diferentes e dá para se divertir no Egito, que teve um crescimento de 54% na procura; o Marrocos, por sua vez, vem em segundo lugar, com um aumento de 43%; a África do Sul também está entre os favoritos, com um crescimento de 30% no interesse dos turistas, ao lado de outros países exóticos, como China e Kuwait.

3 – Por que a gente viaja?

“Conhecer novos países e culturas” é aquela resposta automática que todo mundo gosta de dar. Mas não é bem assim que as coisas funcionam, viu? A principal razão que leva tanta gente a carimbar passaportes pelo mundo, acredite se quiser, tem a ver com o relacionamento a dois. Planejar uma viagem de casal é algo que reforça os laços e torna a experiência ainda mais gostosa, afirmam 52% dos entrevistados. Depois do coração, claro, vem a vontade de viver novas experiências (38%) e, por fim, curtir as férias (36%).

4 – Compras, muitas compras

Você já entendeu por que as pessoas viajam, mas… O que elas mais gostam de fazer durante o passeio? Sim, é isso mesmo que dissemos ali em cima: compras! Essa é a opção mais votada da pesquisa, de acordo com 66% dos entrevistados. Em seguida, vêm visitas a “locais famosos”, “restaurantes famosos”, “vida noturna” e visitas a “monumentos religiosos”. Nada como viajar para comprar o último lançamento do iPhone, hein?

5 – Para onde vamos em 2016

Apesar da procura por destinos diferentes e exóticos ter sofrido um aumento considerável, alguns países seguem firmes e fortes na preferência dos viajantes. O pódio dos favoritos não é tão surpreendente assim, mas o legal é perceber que o interesse pelo oriente é cada vez maior! EUA lidera o ranking, seguido por Japão, Austrália, Reino Unido, França, Itália, Turquia, Tailândia e Canadá.

6 – De última hora, sim!

Planejar é legal e importante, claro, mas não dá para ficar dez anos juntando moedinhas e analisando prós e contras antes de fazer as malas. Essa mania de adiar os planos, aliás, caiu por terra. Na pesquisa divulgada pela Visa, contatou-se que os viajantes têm hesitado menos na hora escolher um destino e marcar a data de embarque. A porcentagem dos que resolvem se programar com um mês ou menos de antecedência subiu de 41% para 53% nos últimos dois anos.

7 – Forever alone também é legal

Pegar uma mala e sair por aí sem companhia fixa deixou de assustar os viajantes, até mesmo os que não têm tanta experiência na estrada. As pessoas estão tomando mais coragem para viajar por conta própria, pelo menos nos últimos dois anos. O crescimento é bem impressionante: de 2013 para cá, o número de viajantes-solo mais que dobrou, de 16% para 37%. E, na real, é quase impossível não trombar com outros solitários durante a viagem, né?

Se você sente que rolou aquele “empurrãozinho” fundamental para começar a planejar uma viagem legal, dá uma olhada em algumas das nossas dicas para encontrar passagens aéreas mais baratas aqui nessa galeria:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos