Um casal de turistas foi flagrado gravando suas iniciais em um templo maia de 1,3 mil anos, na Guatemala.

O templo fica em Tikal, um dos maiores sítios arqueológicos da América. Estudiosos dizem que a cidade foi fundada no ano 732. Em 1979, o local foi declarado Patrimônio Mundial da Unesco.

Os nomes dos turistas não foram revelados e, segundo o site Metro, eles não gostaram e reagiram quando foram alertados por um funcionário que, obviamente, não se podia escrever no templo.

As multas por destruir patrimônio cultural na Guatemala variam de $10 mil a $100 mil libras (aproximadamente R$54 mil a R$544 mil).

Veja por onde passa a volta ao mundo de trem em 2020:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos