44FB7F5200000578-4943416-image-m-12_1507017113908t

(Foto: Reprodução/The New York Times) Domestikator

Um dos mais famosos museus do mundo, o Louvre, em Paris, França, cancelou a instalação de arte Domestikator por considerá-la sexualmente explícita. Segundo o jornal francês Le Monde, o diretor do museu Jean-Luc Martinez explicou em comunicado oficial sobre a proibição: “Os comentários online apontam que este trabalho tem um aspecto brutal e arrisca ser mal interpretado pelos visitantes“.

A obra é criação do holandês Joep Van Lieshout e apresenta dois edifícios de 40 metros de altura fazendo sexo. “O Domestikator homenageia o engenho, a sofisticação e as capacidades da humanidade, o poder da organização e o uso desse poder para dominar o ambiente natural”, explica o artista ao The New York Times e argumenta: “A peça em si não é realmente muito explícita. É uma forma muito abstrata. Não há órgãos genitais, é bastante inocente”.

Lieshout protesta: “Isto é algo que não deveria acontecer. O museu deve ser um lugar aberto para a comunicação, e é tarefa do museu e da imprensa explicar o trabalho”.

A instalação seria inaugurada em 19 de outubro nos Jardins das Tulherias, como parte de Hors Les Murs, um programa de arte público organizado pela Feira de Arte Contemporânea Fiac. Porém, foi cancelada duas semanas antes de estrear.

Confira fotos abaixo:

Sem mais artigos