No começo de Maio, a Tailândia flexibilizou as medidas de isolamento e restaurantes puderam reabrir, mas seguindo estritas regras para reduzir os riscos de contágio do coronavírus.

O Maison Saigon, um restaurante vietnamita localizado em Bangkok, por exemplo, costumava disponibilizar apenas uma cadeira por mesa no início da reabertura. O que deixava o ambiente vazio e “estranho”. Então o dono, Natthwut Rodchanapanthkul, resolveu dar “companhias” aos seus clientes.

O estabelecimento colocou diversos pandas de pelúcia sentados nas cadeiras para alegrar o local. A solução criativa resolveu dois problemas: deixou as refeições menos solitárias e os bichinhos asseguram o distanciamento social.

“É mais fácil de entender [quais assentos estão disponíveis] em comparação com os outros restaurantes, onde as pessoas sempre se confundem em quais lugares podem sentar e acabam ficando perto demais”, relatou um dos clientes, Siriporn Assavakarint, à agência de notícias Reuters.

Sawit Chaiphuek é outro frequentador do estabelecimento e contou ter ficado feliz por encontrar os pandas após meses sem sair de casa: “o bicho de pelúcia faz com que eu me sinta menos solitário comendo cozinho”.

De acordo com o relatório da Organização Mundial das Nações Unidas liberado neste domingo (17), a Tailândia possui 3.028 casos confirmados de coronavírus e 56 mortes.

Sem mais artigos