Adam Levine, vocalista do Maroon 5, é lindo e ainda defensor das boas causas! Em entrevista ao site Pride Source, o cantor falou a favor do casamento gay:

“É tão bobo e não faz qualquer sentido para mim que você não possa casar com quem você quer casar. Não é da nossa conta. Não sei por que as pessoas nesse país (EUA) são tão obcecadas em cuidar da vida alheia. Estamos atrasados, só precisamos torná-lo (o casamento gay) legal e pararmos de nos preocupar tanto. Não importa. E não deveria importar”, desabafou.

Levine, que tem um irmão gay, sempre foi muito favorável às causas dos homossexuais e também falou à publicação sobre pessoas que discordam da legalização do casamento gay:

“As pessoas têm as suas preferências pessoais sobre o que eles querem fazer com suas próprias vidas, e elas têm todo o direito de fazerem isso, assim como um casal gay também tem. Não é da conta de ninguém, exceto das pessoas envolvidas. Isso é tudo que eu diria (às pessoas que não concordam com o casamento gay): ‘O que te faz melhor do que eles?’”, disse.

Sobre as justificativas contrárias utilizadas por muitos para a não legalização, Adam também tem opinião formada:

“As pessoas têm um milhão de justificativas e razões para não quererem legalizar (o casamento gay), mas não cola. Primeiro de tudo, o casamento não é sempre bem sucedido de qualquer maneira. Olhe para a taxa de divórcio e todas as coisas que dão errado com o casamento. Não importa se é gay ou hétero, há problemas com ele. É evidente que as pessoas têm dificuldades em ficarem juntas, e isso é apenas uma triste verdade sobre o casamento na nossa sociedade, mas as pessoas devem ser autorizadas a terem ou não sucesso no casamento como assim desejarem”, divagou.

Levine ainda declarou que suas opiniões sobre o casamento gay não se definiram por causa de seu irmão. “Eu não acho que ter um irmão gay tenha afetado a maneira como vejo o assunto. Aconteceu de eu ter um irmão gay, mas isso não significa que eu vá lutar mais pelos direitos humanos. As relações que eu tenho com as pessoas, seja meu irmão ou um amigo, hétero ou gay, não são interferidas por isso. Eu julgo as pessoas baseadas nas coisas que elas fazem. Eu julgo as pessoas pelo seu caráter”, disse o cantor.

Sem mais artigos