Todos esperam ansiosos pela chegada dos 18 anos para, finalmente, se tornarem adultos. Mas, não é mais assim que funciona. De acordo com um grupo de psicólogos, atualmente, a adolescência termina aos 25 anos.

Em entrevista à BBC Brasil, especialistas revelaram que essa nova ideia busca evitar que crianças e jovens se apressem e, consequentemente, se sintam pressionados a atingir marcos importantes, o que podem levar a um complexo de inferioridade caso não atinjam.

“A ideia de que, de repente aos 18, você é um adulto não soa verdadeira. Alguns adolescentes podem querer ficar mais tempo com suas famílias, porque eles precisam de mais apoio durante esses anos de formação e é importante que os pais percebam que os todos jovens não se desenvolvem no mesmo ritmo”, diz a psicóloga infantil Laverne Antrobus.

A mudança acompanha os acontecimentos na compreensão de maturidade emocional, desenvolvimento hormonal e atividade do cérebro. O desenvolvimento cognitivo de uma pessoa jovem, por exemplo, continua em um estágio mais tardio e a maturidade emocional, a autoimagem e julgamento serão afetados até que o córtex pré-frontal do cérebro esteja totalmente desenvolvido.

Diante disso, agora passam a existir três fases da adolescência: a primeira, dos 12 aos 14 anos, que é conhecida como “início da adolescência”; a segunda, dos 15 aos 17, é conhecida como “adolescência média”; e a “adolescência final”, que acontece dos 18 aos 25 anos.

Sem mais artigos