Lamyaa, 17 anos

Reprodução Lamyaa, 17 anos

Lamyaa, 17 anos, mora na Pensilvânia, nos Estados Unidos, e, recentemente, se envolveu em uma conversa com um grupo com amigos. Quando todos começaram a discutir sobre Donald Trump, Lamyaa, que é uma mulher árabe e muçulmana, contribuiu para a discussão com suas próprias opiniões sobre o presidente.

Percebendo que ela era muçulmana, um amigo em comum que estava no grupo, a quem ela não conhecia, respondeu aos seus comentários de maneira bruta, preconceituosa e desnecessária. “Pare de defender o Islã, sua cadela, você não poderia tirar esse lenço ou seu paizinho te mataria”, afirmou no chat.

father-responds-muslim-daughter-removes-hijab-16

Foi aí que Lamyaa teve a melhor ideia que poderia. Em vez de deixar o insulto se perder ou responder na mesma moeda para o desconhecido, eka decidiu perguntar diretamente ao seu pai, que mora na Arábia Saudita, se estaria tudo bem ela não usar mais sua hijab. A jovem compartilhou a conversa no Twitter e acabou viralizando tem mais de 320 mil reações.

father-responds-muslim-daughter-removes-hijab-17

Na mensagem, a conversa entre eles foi:

– Baba, quero te dizer uma coisa!

– Fale comigo! Você está bem, meu amor?

– Sim, eu estou bem. Estava pensando. Quero parar de usar minha hijab.

– Querida, essa não é uma decisão minha. Essa não é uma decisão que cabe a nenhum homem. Se isso é o que você sente que deve fazer, faça. Eu apoiarei você, não importa. Está tudo bem? Alguma coisa aconteceu?

E para quem acha que Lamyaa realmente tirou sua hijab, está muito enganado. Ela também usou o Twitter para dizer que isso não aconteceria, após receber várias mensagens de apoio.

father-responds-muslim-daughter-removes-hijab-2

Sem mais artigos