Quando se escuta falar sobre doação de sangue, não nos damos conta do quanto isso é importante, sobretudo durante os meses de férias quando os estoques dos hemocentros do país caem consideravelmente. Atualmente, 1,9% dos brasileiros doa sangue regularmente, no entanto as 3,5 milhões de bolsas de sangue coletadas por ano já não têm sido suficientes para suprir a demanda.

Em busca de aumentar o número de doadores de sangue no país, o Ministério da Saúde decidiu contar com a ajuda das redes sociais. Desde o dia 23 de novembro, a página do ministério no Facebook conta com um aplicativo, o Banco de Doadores de Sangue, no qual o internauta pode se cadastrar como doador de sangue.

Para participar, basta informar o nome, o tipo sanguíneo e a região onde mora. Desta forma, os hemocentros terão acesso ao banco de doadores interessados e poderão acioná-los quando for registrada falta de algum tipo de sangue em determinada região.

Quem pode doar

– Homens e mulheres de 18 a 67 anos. Jovens de 16 e 17 anos podem doar desde que tenham autorização dos pais ou do responsável legal.
– O doador deve pesar mais de 50 quilos e precisa apresentar documento com foto válido em todo o território nacional, como carteira de identidade ou habilitação de motorista.

Quem não pode doar

– Pessoas que tiveram hepatite após os 11 anos de idade
– Grávidas e mulheres em fase de amamentação- Pessoas expostas a doenças transmissíveis (Aids, hepatite, sífilis e doença de chagas)
– Usuários de drogas
– Pessoas que tiveram relação sexual com parceiro eventual sem uso de preservativo

Recomendações

– Não doar em jejum
– Dormir por, pelo menos, 6 horas antes da doação
– Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação
– Evitar fumo e comidas gordurosas

Participe! Curta, cadastre-se e chame seus amigos para fazer parte dessa corrente! 

Sem mais artigos