A Apple descartou oficialmente a vulnerabilidade de seus sistemas seja a causa do vazamento de fotos íntimas de famosas que caíram na rede no último fim de semana, informou a empresa em comunicado. A companhia declarou que “em nenhum dos casos que analisamos, (o vazamento) aconteceu como resultado de um acesso ilegal a nossos sistemas, incluído o iCloud e o Find my iPhone“.

A equipe que analisou o incidente chegou a essa conclusão depois de “mais de 40 horas” de trabalho em que descobriram que o ataque aconteceu através do uso de “logins, senhas e perguntas de segurança” das celebridades, “uma prática que se tornou muito frequente na internet”.

Sistema de senhas

A Apple disse que essas incidências ocorrem por conta de uma segurança deficiente nas contas dos usuários e recomendou o estabelecimento de senhas mais difíceis de serem decifradas e da ativação do método de verificação de dois passos.

Esse sistema de verificação é opcional para quem possui um login da Apple, que quando está em uso requer que o proprietário da conta confirme sua identidade antes de permitir uma mudança nas configurações do serviço e antes de fazer compras.

A Apple garantiu que está colaborando com as forças da ordem para ajudar a encontrar os responsáveis pelo ataque. Foi noticiado que as fotografias divulgadas na internet foram “roubadas” dos sistemas de armazenamento na nuvem da Apple, o que levou a uma interdição dos sistemas de segurança da companhia para proteger a privacidade de seus clientes.

Violação de privacidade?

Apesar de muitas das fotos terem sido qualificadas como montagens, alguma das celebridades vítimas do vazamento, como a atriz Jeniffer Lawrence, confirmaram que entre elas existem fotos verdadeiras, como as suas.

A atriz afirmou que apresentará ações legais contra qualquer meio que publicar suas “fotografias roubadas”, que foram hospedadas primeiro na plataforma 4Chan, para depois serem distribuídas pelas redes sociais. “Trata-se de uma flagrante violação de privacidade”, disse o porta-voz da artista em comunicado, que também garantiu que Jennifer já entrou em contato com as autoridades americanas.

Entre as famosas que supostamente sofreram o ataque virtual estão Ariana Grande, Rihanna, Victoria Justice, Kim Kardashian, Kate Upton, Lea Michelle, Mary Kate Olsen e Kirsten Dunst, segundo o site “Buzzfeed.com”, que divulgou a notícia do vazamento das fotos, mas não publicou as imagens.

Outra jovem atriz que revelou ter sido alvo dos ataques virtuais é Mary Elizabeth Winstead, que escreveu no Twitter que são “fotos que tirei com meu marido há alguns anos e na privacidade de nosso lar”. “Nós apagamos essas fotos há muito tempo, então posso imaginar o esforço malicioso que fez (o hacker) para consegui-las”, acrescentou.

Outras celebridades, no entanto, rejeitaram a autenticidade das imagens. “Essas fotos nas quais estou supostamente nua são falsas, quero deixar isso claro”, disse a atriz e cantora Victoria Justice em mensagem no Twitter. “Completamente falsas”, respondeu o porta-voz de Ariana Grande ao ser perguntado sobre o assunto.

Esta não é a primeira ocasião em que os famosos são alvo de hackers. Entre as celebridades que já tiveram imagens íntimas divulgadas na rede estão Paris Hilton, Cristina Aguilera e Scarlett Johansson.

Sem mais artigos