Os alimentos ricos em amido, como as batatas, cozidas a temperaturas superiores a 120°C geram uma reação química que origina produtos tóxicos que aceleram o envelhecimento, segundo a Academia Nacional de Farmácia da França.

Esses alimentos, submetidos a altas temperaturas ocasionam um processo de glicação (soma entre uma proteína e carboidrato) avançada, conhecido como AGE, que pode acelerar o envelhecimento, segundo um estudo dirigido por especialista em Biologia da Universidade de Lille 2, Eric Boulanger.

As partes queimadas das batatas fritas e cozidas, assim como do pão tostado, as bolachas, o pão branco e o café, contêm acrilamida, um composto comprovadamente cancerígeno e neurotóxico em células animais, embora não em seres humanos.

Um recente estudo americano sobre homens e animais mostra que esses produtos podem provocar no ser humano problemas de memória similares aos do mal de Alzheimer. A partir dessa pesquisa, a equipe de Boulanger estabeleceu a existência de um vínculo entre esses produtos e o envelhecimento vascular, que causa maior rigidez nas artérias e hipertensão.

Para evitar consequências negativas, os pesquisadores franceses recomendam cozinhar os alimentos com água, vapor ou no micro-ondas, frente ao assado ou a um preparo na grelha. 

 

Batatas muito fritas aceleram envelhecimento

Sem mais artigos