Yulia quase matou sua bebê trancada no armário

Uma história comoveu a Rússia na última semana. Uma bebezinha de apenas cinco meses foi resgatada pela polícia após passar cerca de cinco meses trancada pela mãe dentro de um armário.

Yulia, de 37 anos, prendeu a filha no armário e ameaçou o filho mais velho, de 13 anos, caso contasse o que estava fazendo. A meninha só não morreu porque o irmã lhe dava comida, às escondidas, e restos de alimentos.

O caso foi solucionado quando durante uma festa na casa de Yulia, um convidado ouviu o choro de um bebê. A mulher tentou argumentar que era de uma boneca, mas uma das convidadas foi checar e achou o bebê dentro do armário.

A pequenina foi levada com um quadro de desnutrição grave ao hospital. À polícia, Yulia confessou que mantera a bebê trancada porque havia engravidado de um homem casado e não queria que ninguém soubesse.

A russa ainda afirmou que pensou em matar a criança no início, mas depois resolveu trancá-la no armário, esperando que morresse de fome. Yulia será indiciada por tortura à criança e pode pegar até sete anos de prisão.

Sem mais artigos