Quanto mais nós compramos, mais nós precisamos. Alguém já se sentiu assim em uma daquelas lojas gigantescas de beleza que vendem mil e um produtos para a pele, olhos, boca, orelhas, cotovelos e etc? Parece que nada é suficiente e sempre sobra uma imperfeiçãozinha para colocar algum defeito. E se a gente descobrisse que o segredo tá aqui dentro, e não em nenhuma dessas bisnagas de CC Cream 20 em 1? Parece conversa de doido, mas não é.

A percepção de beleza está muito relacionada à autoestima, confiança e, obviamente, àquela olhada crítica que damos para o reflexo do espelho, todos os dias. Um pouco mais de gentileza, nesse processo, já corta 50% das obsessões que podem estar rondando a cabeça de algumas mulheres. Neuras, muitas vezes, impraticáveis e danosas. Isso vale para dietas malucas, gastos gigantescos com produtos “milagrosos”, angústia sem fundamento…

Para a editora de beleza do Huffington Post, por exemplo, essencial mesmo é respeitar a lei sagrada das 8h de sono diárias. Segundo ela, esse é o cuidado mais importante de todos – e que verdadeiramente combate as marcas de expressão, olheiras, pele avermelhada e por aí vai. Já pensou quantos cosméticos você poderia cortar da lista se só respeitasse o descanso natural do corpo? Mas existem muitos outros truques para desencanar da cobrança da beleza. Veja quais são eles ali na galeria!

Sem mais artigos