Volta, Mussum!

Mussum - congeladis

Chega às livrarias neste mês a biografia Mussum Forévis – Samba, Mé e Trapalhões, biografia que celebra a vida do personagem icônico do humor brasileiro e a carreira de Carlos Bernardes Gomes, ator que o interpretava e morreu há 20 anos após um transplante de coração. Escrita pelo jornalista Juliano Barreto, a obra sai pela editora Leya e tem cerca de 500 páginas.

“Todo mundo conhece um cara que é meio Mussum”, disse o autor ao jornal Extra. No livro, ele narra o início da carreira do ator, que foi batizado por Grande Otelo em referência aos peixes escorregadios. A infância do ator no Morro de Cachoeirinha, a passagem pelo Exército, a paixão pela Mangueira e a carreira de músico nos grupos Os Sete Modernos do Samba e Os Originais do Samba também são relembrados.

A obra fala ainda, é claro, da passagem prolífica de Mussum pelos Trapalhões, grupo de humor que contava com Renato Aragão, o Didi, Dedé Santana e Zacarias e foi sucesso na TV Globo por duas décadas, mesmo após a morte de Mussum e Zacarias. O resgate de Mussum na internet, propulsionado pelo YouTube e pelas redes sociais, também é abordado na obra. 

Biografia de Mussum analisa carreira de humorista e resgate pelas redes sociais

Sem mais artigos