Milhares de garrafas e copos plásticos são recolhidos do chão após provas de corrida ou eventos, como festivais de música. Na tentativa de dar o primeiro passo para mudar esta realidade, no último domingo (28), a maratona de Londres decidiu substituir parte destes recipientes por bolsas de água comestíveis.

As bolsas são pequenas e revestidas por uma fina camada criada com algas marinhas. Elas podem ser consumidas inteiras e não possuem gosto, explica a Skipping Rocks Lab, criadores da novidade.

Caso as pessoas não queiram engolir as capas protetoras, elas podem beber a água e o revestimento biodegradável desaparecerá em seis semanas se jogado no chão. Enquanto, uma garrafa plástica leva centenas de anos para se decompor.

Segundo o site Metro, com a iniciativa, a maratona reduziu o consumo de copos plásticos de 920 mil em 2018 para 704 mil nesta edição.

Sem mais artigos