O Brasil não fica longe. Entre os cinco mais poluidores, com mais de 1 bilhão de toneladas de CO2 emitidas, o governo se recusou na última reunião do G-8 (grupo dos países industrializados mais a Rússia) a aceitar qualquer plano que estabeleça um máximo paras as emissões e afirmou que as restrições obrigatórias significariam obstáculos para o crescimento econômico. A causa maior é o desmatamento da floresta Amazônica.

A Índia também arranjou uma desculpa. Para os indianos, a comunidade internacional não pode falar apenas de emissões sem contar as “responsabilidades históricas”.

Rússia, Indonésia e África do Sul também circulam nas primeiras posições. Na lista dos países desenvolvidos consta União Européia e Japão.

Os Estados Unidos, que foram desbancados pela China, reduziram em 1,4% a emissão, totalizando 5,8 bilhões de toneladas em 2006.

Quem quer combater o aquecimento global?

Sem mais artigos