Um chihuahua transformou a brasileira Kiki Hamann em uma estilista de alta costura para cães que cria vestidos com tecidos finos da Europa, couro da América Latina e pedras preciosas a fim de atrair americanos que chegam a gastar cerca de US$ 50 bilhões por ano com seus mascotes.

Kiki, nascida no Rio de Janeiro e criada no Canadá, desenhava roupas para teatro e para o Carnaval até ganhar um chihuahua. A partir de então, ela resolveu vesti-lo para protegê-lo do frio.

Porém, não se tratava de um simples casaco. Além de proporcionar conforto ao cãozinho, a peça combinava com seu estilo de vida e personalidade.

Na primeira vez em que saiu com o filhote vestido com a roupinha, as pessoas a pararam na rua para apreciar sua criação e para perguntar se seus modelos estavam à venda.

“A empolgação das pessoas me motivou a tomar a decisão crucial de mudar minha vida e dedicar 100% do meu tempo para criar roupinhas para cachorros. Além disso, é um ambiente muito positivo, pois vejo os cães como filhos de Deus”, disse a estilista à Agência Efe.

Sua aposta por este negócio começou há cinco anos e agora ela possui o que afirma ser o primeiro atelier de alta costura para cachorros no mundo, localizado em Coconut Grove, uma exclusiva região do condado de Miami-Dade (Flórida). Atualmente, negocia a abertura de uma filial em Nova York e outra em Paris.

Além disso, assinou um contrato para gravar seu “reality show” que será produzido por Marcia Mule, responsável pelo famoso programa “The Real Housewives of Atlanta”, e que será transmitido no final de 2012.

A brasileira descobriu que há mercado para a alta costura para cachorros pela grande aceitação que tiveram seus modelos, pelos quais chega a ganhar US$ 1 milhão anualmente.

“Falo com os meus clientes a fim de conhecer sua personalidade e estilo de vida e, baseando-me nisso, posso criar seja o que for”, disse.

Em suas duas coleções, “Elegância Urbana” e “First”, compostas por 60 peças, se destacam vestidos de seda e de chantum com laços de cetim, incluindo um vermelho bordado com mais de 100 pedras de cristal Swarovski, além de fivelas e adornos românticos para moda-praia nas cores azul, rosa, lilás e branco.

Para elaborar suas peças, que variam de US$ 500 a US$ 7 mil, Kiki utiliza tecidos da Itália e da Espanha, couro da Argentina e até diamantes. Entre seus clientes está Uberto Gucci, o ex-vice-presidente do grupo Gucci e bisneto do estilista italiano Guccio Gucci. 

Sem mais artigos