Em fevereiro, os americanos John e Ann Betar foram reconhecidos por possuírem  o casamento mais longo da América pela instituição Worldwide Marriage Encounter e em setembro, celebraram 81 anos de união.

A dupla, que mora em Conecticut, fugiu em 1932. “ Nós não tínhamos escolha e tivemos que fugir porque meu pai já tinha arranjado um outro homem muito mais velho para mim. Eu só tinha 17 anos”, disse Ann aos 98 anos, em entrevista a Reuters.

Os dois, que tiveram um início de relação bem agitada, além de estarem juntos há oito décadas, também construíram uma árvore genealógica bem grande,  composta por cinco filhos     ( dois falecidos), 14 netos e 16 bisnetos. “Temos visto o mundo mudar juntos”, disse John . “A chave é a concordar sempre com sua esposa. “, brinca.

Sem mais artigos