“Nessa noite eu quero te ter…”

A vida noturna nas grandes cidades é hoje tão importante quanto a vida diurna. Ou até mais. Disso ninguém duvida. Muito menos os empresários da noite, frequentadores, promoters e demais habitantes desse mundo.

Mas faltava uma reflexão maior sobre as políticas públicas que beneficiem trabalhadores, empreendedores e habitués da noite. Então o CoLaboratório, grupo formado para debater questões ligadas à cidade de São Paulo, lança nesta terça 18 de novembro o livro Manifesto da Noite: Em Busca de uma Cidadania 24h.

MANIFESTO DA NOITE

O livro é resultado de uma série de encontros que o CoLaboratório realizou no Seminário da Noite Paulistana, que rolou em SP em março deste ano.

O Manifesto da Noite busca uma reflexão internacional sobre a noite nas grandes cidades tendo como ponto de partida a noite paulistana – uma das mais famosas do mundo. O objetivo dos realizadores é dar a largada para uma cidade criativa e sustentável 24 horas por dia.

Para tal, o livro lança alguns pilares como iluminar a noite sem destruí-la, garantir segurança pública sem toque de recolher, proteger a saúde das pessoas que trabalham nela, garantir a continuidade entre o centro e a periferia, evitando uniformizar a noite, entre outras políticas necessárias para garantir a proteção e cidadania dos trabalhadores e frequentadores da noite.

A iniciativa é muito legal. Vamos ver se as autoridades responsáveis entram nessa festa. O lançamento do livro acontece às 20h com coquetel, DJ e projeção do vídeo Manifesto da Noite com depoimentos dos participantes do Seminário. Tudo isso no Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000. Entrada Franca.

Sem mais artigos