A professora Jacqueline Fischer acabou demitida

Jacqueline Fischer ganhou muitos comentários, e muitos elogios, ao postar uma mensagem desejando a morte do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Mas o desabafo não acabou bem para ela.

Na última terça-feira, o Conselho Escolar do Condado de Washington, no qual ela trabalhava, decidiu demitir a professora devido à ofensa ao presidente do país.

“É claro que Trump não usaria uma máscara e continuaria envenenando as pessoas. Ele não dá a mínima para ninguém além de si mesmo. Ele não está nem aí para quantos americanos morrem com esse vírus. Espero que ele morra disso. Isso resolveria muitos problemas da América”. Esta foi a mensagem de Jacqueline.

Com a repercussão da publicação, a professora disse à imprensa local que a sua opinião não refletia o que pensava o conselho e que estava arrependida. Tarde demais.

Sem mais artigos