Um evento chamado ‘Adoção na Passarela’ tem causado um onda de revolta na redes sociais. Na noite da última terça-feira (21), crianças e adolescentes de 4 a 17 anos aptos para adoção em Cuiabá, capital do Mato Grosso, desfilaram diante de mais de 200 pessoas em palco montado em shopping da cidade. A ação, que está na segunda edição, faz parte da Semana da Adoção.

Lojas do centro comercial forneceram roupas e sapatos para as crianças usarem. O evento foi organizado pela Associação Mato-Grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) com apoio da Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e outras entidades.

“Trata-se de uma noite para os pretendentes a adotar poderem conhecer as crianças e os adolescentes. A população em geral poderá ter mais informações sobre adoção e os menores em si terão um dia diferenciado, em que irão se produzir, fazer cabelo, maquiagem e usar roupa para o desfile”, explicou Tatiane de Barros Ramalho, presidente da CIJ, em nota antes do desfile.

Nas redes sociais, a ação gerou revoltas e recebeu duras críticas. “Isso é tão errado, degradante e criminoso que eu nem sei por onde começar” e “Não consigo acreditar que isso de fato aconteceu. Por favor alguém me diga que é notícia falsa” foram alguns dos comentários.

“As crianças na passarela, para pretendentes ver o quão bonitas, simpáticas e desenvoltas são, parece-me uma antiga feira de escravo, onde os senhores viam os dentes e o corpo dos africanos para negociar o lance. A adoção é um ato de amor, de entrega e de partilha. Não é um passeio no shopping”, disse outro internauta.

Sem mais artigos