Dar adeus é sempre doloroso, não importa o contexto. Quem já precisou se despedir de um bichinho de estimação, sabe: o nó na garganta nunca desaparece, por completo. O importante é que esse amor existiu, certo? Por isso, nenhuma dor é capaz de superar a alegria dos momentos compartilhados com essas fofurinhas, que permanecem intactos nas nossas lembranças.

No começo houve um certo estresse para se acostumar aos chinelos mordidos que desapareciam pela casa? Sim, não há como negar. O amor de quatro patas, porém, consegue perdoar tudo – até aquele xixi fora do lugar que te deixou completamente insano e frustrado.

Uma galera resolveu homenagear os bichinhos de estimação com fotos do primeiro e último dias deles aqui na Terra. De um lado, vemos filhotinhos elétricos e peludos, que mal cabiam nas mãos dos donos; de outro, senhores que parecem contentes com a própria sabedoria adquirida com o passar dos anos. Um pouco como a gente, não é verdade?

Pode segurar o choro e embarcar nessa homenagem especial aqui na nossa galeria:

Sem mais artigos