Enquanto todo mundo curtia o Memorial Day – feriado nacional americano que homenageia os militares americanos que morreram em combate -, dois ladrões roubavam uma galpão em Las Vegas. E eles levaram apenas milhares de camisinhas e US$ 10 mil (R$ 32 mil) em brinquedos eróticos, informou o Mashable.

Os dois homens não identificados assaltaram um armazém pertencente à empresa Lelo, que produz brinquedos sexuais. O local tinha fechado mais cedo para o final de semana prolongado, quando as câmeras de segurança mostraram dois homens entrando no local pela porta dos fundos.

Todo mundo sabe que a camisinha é de látex. Porém, o que a maioria não sabe é que para fazer o latéx precisa de caseína, proteína do leite. Já existem camisinhas 100% veganas

Reprodução/Pinterest

 

Os ladrões saíram com duas caixas lotadas de preservativos e, poucos minutos mais tarde, pegaram mais 36 caixas. Na manhã seguinte, dois homens (que a polícia crer serem os mesmos) vieram pegar mais três caixas grandes, que incluíam 33 plugs anais e 48 kegels para exercícios vaginais. Não há informação sobre o que havia na terceira caixa.

O que é mais controverso é que a Lelo ia distribuir as centenas de camisinhas de graça. Ou seja, zero necessidade de roubo.

Vibradores antigos e bizarros

Este modelo de bronze foi encontrado em tumbas chinesas da era da Dinastia Chan (206 a.C. e 220 d.C)
Não se sabe ao certo se os brinquedinhos eram feitos para homens ou para mulheres
Este modelo, do período paleolítico, é considerado um dos
De 1891, este simpático modelo da Era Vitoriana era poderoso e barulhento. Não tinha nem como
O Pulsocon Dr. Macaura's, de 1880, emitia um som semelhante ao de uma catraca e tinha por objetivo aumentar a circulação sanguínea da região íntima. E aumentava, viu?
O modelo Dr. Johansen's vinha com três opções diferentes de massageadores, para dar aquela variada. Também funcionava na base da manivela
O vibrador Detwiller, que mais lembra um secador de cabelo, funcionava graças a um tanque de ar comprimido, que estimulava as vibrações. Não fez muito sucesso.
Parece perigoso, né?
Difícil dizer o que é melhor nesta imagem: o vibrador
Lançado em 1933, o Vibrosage era destinado ao público adolescente. Pelo visto, a dica era usar nos cabelos, rosto e em outras partes...
Nas décadas de 1930 e 1940, os vibradores que também estimulavam a perda de peso começaram a se popularizar. O Redusaway podia ser usado das duas formas!
Rolo de macarrão que vibra? Pode apostar que sim!
O Redutor Spot também foi pensado para proporcionar prazer e queima de gordura localizada. Além de vibrar, a parte inferior contava com uma potente área de sucção
O Stim-u-Lax era bem prático: bastava acoplar à mão e aproveitar a explosão sensorial causada pelas vibrações localizadas. Reza a lenda o aparelho suíço costumava ser utilizado por  mulheres em salões de beleza, enquanto esperavam pelo atendimento. Boa ideia, né?
O Gyro-Lator nasceu em 1945, com essa carinha simpática aí da foto. Feito em metal, foi o primeiro vibrador com
O Niagara foi o primeiro vibrador com um regulador manual de potência (que todo mundo sabia para o que servia)
O Hitachi é um clássico do fim dos anos 60. O sucesso era tamanho que muitos vibradores ainda se inspiram neste modelo. Dá para entender!

Dupla de ladrões rouba milhares de camisinhas e R$ 32 mil em brinquedos eróticos nos EUA

Sem mais artigos