Ao ‘educar’ um cachorro com gritos, o dono pode deixar seu pet traumatizado por um longo período, mostrou um estudo realizado pela Universidade do Porto, em Portugal.

A pesquisa liderada pela bióloga Ana Catarina Vieira de Castro mostrou que os 50 cães submetidos a berros e treinamentos em que os donos puxam suas coleiras constantemente eram mais estressados e suas salivas continham altos níveis de cortisol, em comparação aos 42 animais educados com um sistema de recompensa. Ter paciência e manter o tom de voz calmo se mostrou o método mais eficaz.

Os pets educados de maneira severa exibiram mais comportamentos e posturas corporais relacionados ao estresse. O estudo mostrou que eles também acabam se tornando mais deprimidos, possuindo uma baixa motivação.

“De forma crítica, nosso estuda aponta que o bem-estar de cachorros de estimação treinados com métodos baseados em aversão parece estar ameaçado”, concluiu o estudo.

Cães ganham página em anuário escolar

Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Cães ganham página em anuário escolar Schooner, um dos cães de terapia Créditos: Reprodução/Twitter/@kaleybito

Educar cães com gritos ameaça o bem-estar dos pets, aponta estudo

Sem mais artigos