Regis Pitbull é visto muito magro; ex-atacante se envolveu com crack

O ex-jogador do Corinthians Régis Pitbull contou em entrevista ao portal UOL sobre seu vício em crack e que conta com os amigos de infância para ajudá-lo a superar o triste momento pelo qual tem passado na vida.

 

 

“Há uns dois anos, eu estava andando na rua de cabeça baixa, buscando dinheiro para usar quando o Sandro [amigo] me viu. Eu tava zoado, com aquele aspecto de quem está perto de ultrapassar uma linha perigosa. O Sandro me conhecia desde criança, de jogar bola no bairro […]”, contou Régis.

 

O ex-jogador abandonou o futebol há alguns anos e se perdeu no mundo das drogas. Regis admite que já usou mesmo quando jogava bola, foi pego em exames antidoping por maconha. Hoje, ele tenta combater o vício com a ajuda dos amigos, mas relata que é difícil.

 

“Hoje eu como bem, não passo necessidade. Mas eu moro sozinho, e à noite dá aquele negócio, aquele desespero, a rua parece que te chama. Você já tem o bagulho ali. Você dá um peguinha. E você dorme. E amanhã, pra não ficar louco, já dá outro peguinha pra começar o dia. Antes eu queria ficar metendo o pau sem parar, hoje consigo ficar mais na moral”, diz.

 

Regis também falou sobre a carreira na entrevista. Apesar de ter passado por vários clubes brasileiros e de ter jogado na Ásia e na Europa, o ex-atacante afirmou que tem carinho pela Ponte Preta e que sempre foi e sempre será corinthiano.

Sem mais artigos