O emblemático Empire State Building de Manhattan acolheu nesta terça-feira, por ocasião da comemoração de Saint Valentine’s Day, dois casamentos homossexuais, os primeiros realizados no alto do histórico edifício desde que Nova York aprovou em junho o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Stéphanie Figarelle e Lela McArthur, um casal de mulheres do Alasca, e os nova-iorquinos Phil Fung e Shawn Klein foram os protagonistas dos dois primeiros casamentos homossexuais realizados em mais de 100 anos de história do edifício nova-iorquino.

Os casais homossexuais e outros dois heterossexuais ganharam um sorteio através da internet para dizer o “sim” no mirante mais popular de Manhattan, coincidindo com o dia dos namorados, uma comemoração forte entre os americanos.

Figarelle e McArthur se conheceram quando estudavam na Universidade do Alasca e agora trabalham como personal trainer na cidade de Anchorage, a maior do estado, e aproveitaram sua primeira visita a Nova York para celebrar o casamento.

Após elas, se casaram Fung e Shawn Klein, que compartilham sua vida há mais de 18 anos e agora são os primeiros nova-iorquinos homossexuais a celebrar o casamento no alto do Empire State.

Neste 14 de fevereiro se casam também mais dois casais, um deles composto por uma mexicana e um peruano que atualmente vivem em Connecticut.

O estado de Nova York aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em junho de 2011, e desde então o estado de Washington também aprovou uma lei que legalizará a união a partir de junho deste ano.

Sem mais artigos