A jubilant American sailor clutching a white-unifo

Greta Friedman, a “enfermeira” que protagonizou a icônica foto “V-J Day in Times Square”, uma das mais famosas do século 20, morreu na última quinta-feira, aos 92 anos, por complicações de uma pneumonia.

Na época da imagem, a americana tinha 21 anos e, na verdade, era estudante de odontologia. Ao contrário do que foi dito por décadas, ela não era enfermeira e a roupa usada naquele 14 de agosto de 1945 era um jaleco de dentista. Na data, ela e milhares de pessoas estavam na Times Square, em Nova York, comemorando a redenção do Japão diante dos Estados Unidos e o consequente fim da Segunda Guerra Mundial.

No meio da celebração, Greta foi beijada pelo marinheiro George Mendonsa, um desconhecido, e a cena foi imortalizada pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt. A foto, uma das mais famosas de todos os tempos e que foi publicada na revista ‘Life’ na época, foi batizada apenas como “O Beijo”.

Por muitos anos, a identidade dos dois foi desconhecida. Mas, depois de estudos, foi comprovado que Greta e George eram os protagonistas.

“Eu não o vi chegando e antes que pudesse perceber, já tinha me beijado”, disse Greta em entrevista à CBS, em 2012.

Na ocasião, George estava noivo de Rita, sua mulher até hoje. “Na empolgação do fim da guerra e mais alguns drinques, eu vi a enfermeira, a peguei nos braços e beijei”, contou na mesma entrevista.

Sem mais artigos