Na semana passada, celebridades do mundo todo estiveram na Inglaterra para a acompanhar as novidades da semana de moda londrina, que aconteceu entre os dias 17 e 21 de setembro.

Porém, o cultuado evento de moda foi abalado pela queixa feita por uma das modelos – que não quis revelar seu nome – na qual alegou ter sido violentada sexualmente em um hotel após um dos dias de desfiles, de acordo com o New York Post.

Shawn Mount, cabelereiro novaiorquino que trabalhou na semana de moda – e marido da modelo da Chanel Heidi Mout – foi preso por suspeita de estupro.

Ele foi solto em seguida e intimado a voltar à polícia de Londres em novembro. Nenhuma acusação foi arquivada. Um porta-voz da Scotland Yard afirmou que eles receberam a denúncia de uma séria agressão sexual por volta da 01h30 da madrugada do dia 20 de setembro, em um hotel na região central de Londres. A vítima de 24 anos de idade foi encaminhada para um centro de apoio à vitimas de violência sexual.

A polícia ainda afirmou que o suspeito encontra-se em investigação e ainda não foi acusado pelo crime.

Sem mais artigos