Vítima de abusos no casamento, Sunny Angel escreveu o livro ‘Wings’ contando sua história

Traídas pela família, isoladas do mundo e estupradas diariamente pelos maridos. Essa foi a descrição de uma adolescente de 17 anos, desesperada, ao pedir ajuda na Inglaterra. Ela conheceu o parceiro aos 16 anos e foi forçada a se casar. Na primeira noite do casal, segundo ela, o marido a cortou para poder “consumar” o matrimônio. Segundo publicado pelo The Guardian, milhares de adolescentes são forçadas a se casar na Inglaterra e vivem uma espécie de “escravidão da modernidade” que envolve tráfico humano, tortura e violência. 

A jovem entrou em contato com a organização Karma Nirvana. Em 2017, a organização recebeu mais de 700 ligações de meninas menores de 18 anos, e 9 mil no total sobre casamentos forçados. “As vítimas são relutantes a denunciar por medo de que a polícia não acredite”, disse uma das ativistas da Karma Nirvana, que cuida das ligações telefônicas.

O Daily Mail publicou que mais de 3,5 mil casos de casamentos forçados no Reino Unido foram denunciados em um período de três anos. O número de cidadão britânicos e de casos em que a pessoa é levada ao Reino Unido especificamente para o casamento são incertos. Segundo a Karma Nirvana, mulheres levadas ao Reino Unido geralmente não falam inglês, não têm dinheiro ou familiares por perto, por isso ficam o tempo todo sob ameaça de deportação caso descumpram o acordo.

Sem mais artigos