Qual o problema, gente?

Facebook/Reprodução Qual o problema, gente?

Há coisas muito mais importantes para você se preocupar na academia do que com que tipo de roupa irá usar. Mas Sarah Villafañe acabou sendo expulsa de uma na faculdade de Charleston, na Carolina do Sul, Estados Unidos, por conta do seu visual.

O pior era que ela estava usando nada além de uma… roupa de ginástica!

O look de Sarah era todo preto, com uma calça legging e um top. De acordo com um post que ela fez no Facebook, a expulsão aconteceu por ela ter usado um top que estava desgastado após ser utilizado nas últimas três aulas.

Sarah afirmou ter sido orientada a trocar de roupa, dizendo que não tinha outra e entrou para malhar normalmente. Enquanto se exercitava, um funcionário se aproximou e pediu para que ela colocasse uma camiseta para “se cobrir”. Um gerente foi chamado e fez a mesma solicitação.

“Trouxe essa roupa para malhar porque é CONFORTÁVEL. Por que não posso malhar com essa roupa? Meu umbigo distrai os 85% de clientes homens que sua academia serve? Estou sendo forçada a me retirar. Por que? FAÇA MELHOR, FACULDADE DE CHARLESTON”, escreveu ela em sua rede social.

Villafañe afirmou ter sido retirada por “preocupações sanitárias”, segundo a gerência. “No entanto, eles nunca deixaram essas preocupações claras quando me pediram para trocar de roupa. Eles apenas disseram que eu precisava ‘me cobrir mais’. Além disso, o site deles não possui código de vestimenta de qualquer forma. Eles dizem apenas que ‘roupas de ginástica devem ser utilizadas’. Eu diria que o que estou utilizando é uma roupa atlética normal”, disse.

Sem mais artigos