Pesquisadores da Universidade de Buffalo, Estados Unidos, descobriram através de um estudo que casais que bebem quantidades semelhantes de álcool, em média, são mais propensos a ter um casamento mais bem-sucedido do que os casais que se diferem muito em seus padrões de consumo.

Kenneth Leonard, autor do estudo, acompanhou 634 casais durante os primeiros nove anos de união, e descobriu  que  50% dos casos em que um dos parceiro estava bebendo muito mais do que o outro, acabaram se divorciando.  No caso dos cônjuges que possuíam hábitos semelhantes, bebendo muito ou pouco, esse numero caiu para 30%.

Sem mais artigos