Carcereiros torturaram presos com a música do Baby Shark

Uma história ganhou ampla repercussão em Oklahoma, nos Estados Unidos, envolvendo a música infantil “Baby Shark”, que fez e ainda faz sucesso em várias parte do planeta.

Dois ex-carcereiros foram acusados de torturar os presos de uma penitenciária da cidade ao obrigá-los a ouvir a música centenas de vezes durante o dia.

De acordo com investigadores, pelo menos quatro detentos foram colocados em uma sala com os ouvidos colados à parede e obrigados a escutar “Baby Shark” durante horas seguidas.

As câmeras de segurança ajudaram a identificar quem eram os autores do “tal abuso”. De acordo com a denúncia feita, a ação dos carcereiros foi abusiva e causou “estresse emocional indevido aos presos”.

Sem mais artigos