Tem de tudo: sereias de corpo inteiro, coloridas, geométricas, apenas o um pedacinho da cauda, conchas...

Reprodução

Tatuagens são verdadeiras obras de arte e muita gente tem dúvidas sobre fazer ou não um desenho na pele. Aliás, estão sempre se espalhando mitos sobre as tattoos e, por isso, o Virgula foi atrás de esclarecer algumas coisinhas que andam falando por aí sobre o tema.

Segundo o estúdio Tattoo You, que é referência na América Latina, muita gente acredita que fazer tatuagens pode trazer riscos para a saúde, porém não é bem assim!

Tatuagem inspiradas na arquitetura vão te inspirar

Reprodução/Bored Panda

 

Um estudo realizado na Universidade do Alabama, nos EUA, comprovou que o corpo reage melhor a cada novo desenho realizado na pele. Com a melhora das respostas imunológicas, o organismo fica menos vulnerável a novas infecções, evitando o surgimento de novas doenças. Mas essa regra vale apenas para quem já tem mais de uma tatuagem.

A pesquisa também analisou anticorpos chamados “imunoglobulina A” e “cortisol”, que são hormônios relacionados ao estresse. A partir dessa analise foi notado que os níveis de imunoglobulina caíram a cada nova tatuagem, fortalecendo a proteção do corpo.

Tatuagem inspiradas na arquitetura vão te inspirar

Reprodução/Bored Panda

Aumenta imunidade?

Em entrevista exclusiva ao Virgula, a dermatologista Dra. Gabriella Albuquerque, porém, contesta alguns detalhes e explica melhor o assunto. “Na realidade, a tatuagem promove uma reação do tipo corpo estranho na pele por conta dos pigmentos da tinta que caiem na derme, local de muitos vasos sanguíneos. Ou seja, ele promove uma reação imunológica de alergia, que pode ser granulomatosa ou liquenoide. Estas reações são, muitas vezes, contidas pelo próprio organismo e não se tornam nocivas. Mas sem nenhuma demonstração científica de que esta seria benéfica para o organismo”, rebate.

“Ao fazer a nossa primeira tatuagem há uma grande tensão em frente ao desconhecido e determinados hormônios irão ser mais liberados, como o cortisol e a imunoglobulina A. À medida que fazemos novas tatuagens ocorre uma maior tranquilidade. Isto porque o evento já não é mais desconhecido e o cérebro já não libera tanto hormônio como aconteceu na primeira aplicação. Mas isto não significa que a cada nova tatuagem teremos maior proteção imunológica ao organismo”, explica.

Tatuagens bucólicas

Reprodução / @laughingloone / Instagram

Câncer de pele
Outro mito em relação a tatuagem estaria associado ao câncer de pele. O médico americano, Ariel Ostad, afirma que muitas pessoas o questionam sobre a relação entre tatuagem e câncer de pele. Segundo ele, não existem evidências de que tatuagens podem causar câncer de pele. Além do que, pessoas que tem tatuagens tomam cuidado redobrado na exposição solar, estão sempre usando protetor e hidratante, diminuindo os riscos com a pele.

A Dra. Gabriella Albuquerque pondera. “Realmente algumas tintas são fotossensíveis e muitos tatuadores orientam o uso exagerado de filtro solar. Os pigmentos fotossensíveis, um vez expostos, liberam citocinas que irão promover uma reação alérgica no local da tatuagem. Esta reação é uma defesa do organismo que tenta retirar o pigmento de lá, podendo promover a diminuição do pigmento em si e ela acabar ‘desbotando’. Mas, por outro lado, este cuidado exagerado de filtro solar permite reduzir a exposição a ulz ultravioleta A e B e , com isto, diminuir a incidência de câncer de pele ao longo da vida”, confirma.

Tattoos para irmãs e melhores amigas

Reprodução

Atrapalha carreira
O estúdio Tattoo You ainda derruba outro mito em relação a tatuagem: de que ter muitos desenhos pelo corpo pode diminuir as chances de contratação por empresas. Na verdade, ela pode aumentar! Um estudo apresentado pela British Sociological Association, avaliou pessoas com habilidades administrativas com e sem tatuagem para um recrutamento.

No final do processo seletivo os diretores deram preferência aos funcionários tatuados, pois eles podem atrair clientes mais jovens, dessa forma deixando os negócios mais relevantes entre um público difícil de ser alcançado.

Belezura na medida certa!

Reprodução Belezura na medida certa!

 

Sem mais artigos