A saúde do colombiano Gabriel García Márquez “evolui muito bem” e espera-se que na terça-feira o escritor receba alta do hospital mexicano onde foi internado na segunda-feira, afirmou nesta sexta-feira seu filho Gonzalo García Barcha.

“Está sendo muito bem atendido e tudo evolui muito bem”, afirmou na porta do hospital, onde o Nobel de literatura foi internado por um quadro de desidratação e infecção pulmonar e de vias urinárias.

“Nada novo. Tudo evolui muito bem e, como disse ontem, está previsto que saia na terça-feira”, acrescentou o filho do autor.

García Márquez, de 87 anos, que vive no México há décadas, está sendo tratado no Instituto de Ciências Médicas e Nutrição Salvador Zubirán. Embora tenha sido hospitalizado na segunda-feira, a notícia só foi divulgada ontem.

Segundo informou na quinta-feira a Secretaria de Saúde do governo do Distrito Federal, o autor de “Cem Anos de Solidão” foi hospitalizado “por um quadro de desidratação e um processo infeccioso pulmonar e de vias urinárias”.

“Está tomando antibióticos” e quando completar tratamento “sua alta será avaliada”, acrescentou a mesma fonte no breve comunicado divulgado ontem.

Uma porta-voz da Secretaria de Saúde disse que hoje o órgão não tinha recebido novas informações sobre o caso.

A hospitalização do escritor provocou comoção no México por sua idade avançada, embora nas últimas ocasiões que apareceu publicamente, como no último dia 6 de março, tenha mostrado um bom semblante.

Nesse dia apareceu na porta de sua casa para saudar os jornalistas que o esperavam porque nessa mesma data completava 87 anos, e cantou brevemente com eles “Las Mañanitas”, a canção típica de aniversário no México.

No México, o presidente Enrique Peña Nieto expressou ontem seu desejo que o Nobel de Literatura de 1982 possa se recuperar em breve, da mesma forma que fez também, de Bogotá, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

Hoje uniu-se ao mesmo desejo, de Havana, o número dois das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), “Ivan Márquez”, chefe da delegação desse grupo nas negociações de paz com o governo colombiano que acontecem em Cuba.

Sem mais artigos