The Weeknd ficou pistola, com razão

Daily Beast The Weeknd ficou pistola, com razão

O grupo de moda H & M pediu desculpas por um anúncio com uma criança negra modelando uma camisola com o slogan “macaco mais legal na selva” e disse que a havia removido de todo o seu marketing.

O anúncio foi amplamente criticado por ser racista, inclusive pela estrela do pop canadense The Weeknd, que colaborou com a H & M, o segundo maior grupo de roupas do mundo, em duas coleções em 2017.

Ele disse que não faria isso novamente depois de ver o anúncio. “Acordei esta manhã chocado e envergonhado por esta foto. Estou profundamente ofendido e não trabalharei mais com a @hm”, escreveu ele no Twitter

O grupo sueco H & M disse em uma declaração por e-mail que compreendia e concordava com a reação do The Weeknd à imagem.

Anúncio foi suspenso

Reprodução Anúncio foi suspenso

“Desculpe profundamente que a imagem tenha sido tirada, e também lamentamos a impressão real”, afirmou, acrescentando que agora examinaria suas práticas internas para evitar situações semelhantes no futuro.

LeBron James criticou empresa

Reprodução/TMZ LeBron James criticou empresa

Outras celebridades criticando o anúncio através das mídias sociais incluíram a estrela de rap dos EUA Diddy e a estrela de basquete LeBron James.

Sem mais artigos