O fotógrafo holandês Willeke Duijvekam passou seis anos acompanhando e documentando, através de imagens, a vida de duas garotas transexuais. As duas meninas, Mandy e Eva, nasceram homens e a série explora suas tentativas para conciliar seu sexo com a identidade feminina.

Segundo Willeke, as imagens revelam como para ambas a transformação radical foi principalmente um processo interno.”São duas garotas notavelmente normais, uma mais vivaz, a outra mais silenciosa, que não fazem nada além de viver segundo os princípios de seus sentimentos”, afirma.

As fotografias foram publicadas em um livro que apresenta as histórias de Mandy e Eva em ordem cronológica inversa. Assista abaixo:

Sem mais artigos