Reprodução/Wicked Local

Jennie Stejna vem de família polonesa, reside em Easton, no Massachusetts (EUA), e já viveu mais de um século. Mas aos 103 anos ela conquistou uma nova vitória: recuperar-se da covid-19.

Descrita pela neta, Shelley Gunn, como uma mulher energética, Stejna não se deixou abater e celebrou a cura com uma bela cerveja gelada, na cama do hospital mesmo. Afinal, não há tempo a perder.

A idosa foi diagnosticada com a doença há três semanas, relatou Gunn para o veículo USA Today. Ela foi a primeira residente da casa de repousou a pegar o coronavírus.

Apesar de não entender a pandemia ou o funcionamento da covid-19, ela sabia que seu estado de saúde era grave. Com a piora do quadro, os familiares ligaram para se despedir. Quando o marido da neta, Adam Gunn, perguntou se Stejna estava pronta para “ir para o céu”, a centenária, sem perder a personalidade, respondeu: “claro que sim!”

Só que a fã “hardcore” do time Boston Red Sox conseguiu reverter o quadro e vencer o coronavírus.

Para celebrar uma ocasião tão única, a equipe médica deu a Stejna uma garrafa gelada da cerveja Bud Light – algo que ela ama, mas não bebia há muito tempo.

A idosa já é tataravó: teve dois filhos, três netos, quatro bisnetos e três tataranetos.

Sem mais artigos