Julian Assange vai dar as caras no Brasil – pelo menos em vídeo. O fundador do Wikileaks participará de um debate via videoconferência no próximo dia 18, às 19h30, no Centro Cultural São Paulo, zona sul da capital paulista.

O evento, promovido por Juca Ferreira, Secretário Municipal de Cultura e ex-ministro da Cultura, e pela Editora Boitempo – que representa Assange como escritor no Brasil – terá ainda a presença de Natália Viana, colaboradora do Wikileaks no Brasil.

“A internet é hoje um espaço chave no cotidiano de praticamente toda a humanidade e essencial para a fruição cultural neste início do século XXI. A quebra de privacidade pela bisbilhotagem e a prática de espionagem é uma ameaça para os direitos individuais conquistados com muita luta no século passado e é preciso uma grande mobilização para garantir a privacidade e a liberdade na rede e o direito dos usuários a uma cultura livre”,  disse Juca Ferreira.

Assange vai falar direto da embaixada do Equador em Londres, onde está refugiado desde junho de 2012 – ele não pode pisar em solo britânico, pois corre o risco de ser extraditado para a Suécia, onde é acusado por estupro e assédio sexual.

No encontro, Assange vai discutir seu novo livro, Cypherpunks: Liberdade e o Futuro da Internet, lançado no Brasil em 2013, pela Boitempo. Também deve ser abordado o recente escândalo de espionagem da NSA, agência nacional de segurança norte-americana, detonado pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden.

Documentos vazados por ele e publicados por Glenn Greenwald, do jornal The Guardian, e pelo Fantástico, da Rede Globo, revelam que informações sigilosas da presidente Dilma Rousseff e de empresas como a Petrobras foram espionadas pela inteligência americana.

O caso chegou a estremecer as relações diplomáticas entre Dilma e Barack Obama, que tiveram encontro privado na última semana, durante reunião do G20, na Rússia.

O evento terá ainda duas mesas de discussão. Uma, às duas da tarde, será sobre arquitetura e governança da internet, com o pesquisador Sérgio Amadeu e Maria Tereza de Carvalho. A outra, às quatro, fala sobre vigilância e privacidade na rede, com os pesquisadores Silvio Rhatto e Marta Kanashiro e a professora Gisele Beiguelman.

Ingressos para a videoconferência serão entregues durante as atividades da tarde. Os restantes serão distribuídos a partir das 18h30.

Confira a programação do evento:

Liberdade, Privacidade e o Futuro da Internet – 18/09

14h – Arquitetura e governança da Internet
Debatedores: Sérgio Amadeu e Tereza Cristina Carvalho

16h – Mesa 2: Vigilância e privacidade na rede: como garantir a privacidade em um cenário de vigilância e os impactos para a cultura digital
Debatedores: Silvio Rhatto, Marta Kanashiro e Gisele Beiguelman

19h30 – Mesa 3: Videoconferência com Julian Assange, fundador do Wikileaks e lançamento do livro Cypherpunks: Liberdade e o futuro da internet
Mediadores: Natalia Viana e Juca Ferreira, secretário municipal de Cultura

Centro Cultural São Paulo
Sala Adoniran Barbosa
Rua Vergueiro, nº 1.000 – Vergueiro – São Paulo – SP

Sem mais artigos