Enquanto parte da população francesa protesta contra a legalização do casamento gay no país, o mundo da moda entra em contrapartida e demostra total apoio a causa.

A Chanel de Karl Lagerfeld apresentou na terça-feira (22), durante um desfile de alta-costura em Paris, duas modelos vestidas de noiva e de mãos dadas. As duas estavam acompanhadas por um menininho dando a entender que ele era um daminho de honra.

Em entrevista, Karl comentou o caso: “Eu nem entendo essa discussão, já que desde 1904 (na França) a igreja e o Estado são separados.”, disse.

Quem também mostrou recentemente seu apoio ao casamento homossexual foi a revista Elle francesa. A edição de janeiro da publicação trouxe um casal de mulheres abraçadas e vestidas de noiva na capa.

 

Com a frase, “Casamento para todos”, como destaque na capa, a revista vem com tudo no apoio à causa. A editora da revista, Valérie Toranian escreveu:

“Esse debate não é primariamente entre o velho e o moderno, a direita e a esquerda, os homofóbicos e os progressistas: existem gays, católicos pró-casamento, psicólogos inclinados à direita ou à esquerda fortemente agarrados ao simbolismo da diferença de gênero como uma necessidade para qualquer filho em potencial. Existem feministas que advogam a fertilização in vitro para lésbicas, mas que se opõem a mães de aluguel para gays porque elas denunciam a mercantilização do corpo das mulheres”.

Apesar das manifestações contrárias à legalização, o presidente François Hollande mantém que a intenção do governo continua sendo a de submeter o projeto ao Parlamento neste mês e sancioná-lo até junho.  

Sem mais artigos