O ataque à redação da revista Charlie Hebdo em Paris dizimou importantes jornalistas e cartunistas franceses. Entre as vítimas, estava o cartunista Stéphane Charb Charbonnier – destaque do livro Marx, Manual de Instruções, lançado no Brasil pela Boitempo Editorial.

O livro foi o último escrito por Daniel Bensaid (filósofo francês, por sua vez morto em janeiro de 2010, aos 63 anos, vítima de câncer causado pelos efeitos colaterais de medicamentos de combate à aids – ele era portador desde 1994). Para ilustrar a obra, Charb realizou cerca de 60 charges, especialmente para a publicação. “Acreditamos que essas possam ser as únicas charges de Charb publicadas no Brasil”, declarou a Boitempo.

No livro, Bensaid questiona a frase “Marx está morto”, e coloca a seguinte indagação: “Mas afinal, o que disse Marx?”. Assim, a obra oferece uma irreverente introdução à vida e obra do alemão Karl Marx.

Escrito para um público iniciante no assunto, mas com o objetivo de também agradar aos já iniciados em Marx, o livro conta com o grande trunfo humorístico das hilárias, mordazes e inesquecíveis charges que Charb criou.

Marx, Manual de Instruções faz parte da Coleção Marxismo e Literatura, tem 192 páginas e pode ser encontrado no site da Boitempo Editorial.

Sem mais artigos