O bullying está em todos os lugares e não acontece somente com os adolescentes, não. De acordo com uma pesquisa do Grupo Opportunity Now e da PwC, no Reino Unido, mais de metade das mulheres sofre com esse problema no ambiente de trabalho, e, na maioria das vezes, a violência é ocasionada por chefes do mesmo sexo.

Para chegar a este resultado, a pesquisa falou com 23 mil mulheres, todas na faixa entre 28 e 40 anos, e mais de 2 mil homens, segundo informações do “Daily Mail”. A cada quatro mulheres, uma afirmou ter sido prejudicada por um superior que a criticava constantemente, enquanto a cada oito mulheres, uma afirmou ter sofrido assédio sexual por meio de e-mails, contato físico ou pedido de favores sexuais.

Ainda constatou-se que as mulheres que foram ofendidas por pessoas do mesmo sexo eram tratadas dessa forma apenas quando suas chefes se sentiam ameaçadas por suas habilidades.

Sem mais artigos