Sara Hinesleu tem 10 anos e nasceu sem as mãos. Mas, isto não a impediu de aprender a escrever. E mais, de ter uma das letras mais bonitas do mundo. Ela acaba de ganhar o Nicholas Maxim Award, prêmio dado às melhores caligrafias.

Sara venceu na categoria que reconhece talentos que têm alguma deficiência, seja física ou intelectual.

A americana escreve usando os braços e foi alfabetizada em turmas regulares sua vida toda. “Eu acho fácil escrever, então pratico muito na escola”, disse à CNN.

“Eu me sinto orgulhosa e espero que outras crianças entendam que se você tentar de verdade, você consegue”, completou.

Sem mais artigos