(Por Thyago Gadelha) Na próxima semana, estréia o novo filme de Woody Allen na 32ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. “Vicky Cristina Barcleona” marca a primeira investida do consagrado cineasta norte-americano em território espanhol. Se você é daqueles que não conseguem esperar pela estréia no circuitão, deve correr para garantir o seu ingresso, porque o filme é bem divertido e vai ter uma sessão bem disputada.

A nova aventura [ou seria melhor desventura?] de Allen é protagonizada por duas jovens americanas – a careta Vicky e a aventureira e fogosa Cristina –, que viajam para Barcelona a fim de passar as férias de verão.

Enquanto jantam num restaurante, elas conhecem Juan Antonio, um pintor e típico sedutor espanhol e acabam se envolvendo em confusões amorosas. Como se um triângulo não bastasse, aparece ainda a temperamental ex-mulher para apimentar – no melhor e no pior sentido – essa relação.

Relações complicadas

A graça do filme está justamente na abordagem corrosiva do relacionamento entre os personagens do núcleo principal: Juan Antonio (Javier Bardem), Vicky (Rebeca Hall), Cristina (Scarlett Johansson) e Maria Elena (Penélope Cruz).

A história é contada na qualidade de um conto: uma voz narra quase todo o desenrolar do filme. Allen explora da forma mais tragicômica – sua veia mais forte desde “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” – os sucessos e fracassos dos relacionamentos por meio da psicologia de seus personagens.

“As pessoas são muito complicadas e relacionamentos são muito difíceis de serem mantidos, pois o ser humano tem necessidades incrivelmente específicas”, comentou o cineasta. “E, se essas necessidades não são atendidas, ficam aborrecidos”, completa.

Homenagem à Espanha

Um das fortes características do novo longa de Woody Allen é o caráter de cartão-postal da cidade. Depois da temporada do cineasta na Inglaterra, ele mergulhou de vez na cultura espanhola.

Vicky Cristina foi todo filmado em Barcelona, a capital da Catalunha e segunda maior cidade da Espanha, além de Oviedo e Avilés. Várias passagens do filme têm como cenário as obras do arquiteto Antoni Gaudí.

Beijo polêmico (?)

Vale lembrar aos curiosos de plantão, que o famoso beijo caliente entre as gatas Scarlett Johansson e Penélope Cruz é curtíssimo e de longe um dos ápices do filme do rei da comédia de situações.

Se você está esperando uma cena com forte apelo sexual, vai ficar frustrado. Aliás, em meio a tantas referências a Barcelona, de seu charme, do clima de romance, o que menos tem no filme são cenas de sexo e nudez.

Atuações convincentes

No cartaz do filme, aparecem apenas os badalados Javier Bardem, que levou o Oscar este ano por “Onde os Fracos não têm Vez”, Scarlett Johansson, a atual musa de Woody Allen (entre os seus quatro últimos filmes, atuou em três), e a consagrada atriz espanhola Penélope Cruz.

Mas não consta a atriz que encarna o primeiro nome do filme – Vicky –, talvez por ser novata. Uma pena, porque é dela a atuação mais impressionante, seguida de Penélope Cruz, como a louca ex-mulher do personagem de Bardem. Rebeca Hall convence demais como a típica figura da mulher que finge querer uma vida normal.

As várias faces do amor

Allen acredita que seu filme pode abordar o amor de várias maneiras, que nem mesmo ele conhece. “Não tenho coisas profundas a dizer sobre o amor, porém, por meio da criação de personagens vívidos e da interação entre eles, as pessoas poderão fazer suas análises”, comentou.

Com tantas idas e vindas nos relacionamentos de “Vicky Cristina Barcelona”, você corre o risco de ir ao cinema e sair decidido a largar tudo ou se agarrar a uma oportunidade de amar alguém. Tudo vai depender da situação em que você se encontra no momento. Boa sorte e boa sessão.

Vicky Cristina Barcelona

(Vicky Cristina Barcelona) EUA, 2008. Direção: Woody Allen. Elenco: Javier Bardem, Scarlett Johansson, Rebeca Hall, Penélope Cruz, Patrícia Clarkson. Duração: 96 min.

Segunda (27), às 21h30, no Unibanco Arteplex 1

Terça (28), às 15h50, no Espaço Unibanco Pompéia 1

Terça (28), às 21h40, Espaço Unibanco Pompéia 1

Quinta (30), às 17h30, no Cine Bombril 1

Mostra de SP: Vicky Cristina Barcelona é ótimo Woody Allen

Sem mais artigos