As agulhas mais ilustres do planeta estarão reunidas neste final de semana no Mondial du Tatouage em Paris, um evento no qual participam 270 artistas de todos os lugares e milhares de adeptos à prática.

“É um grande evento mundial porque temos quase todos os 300 melhores tatuadores do mundo no CentQuatre”, um centro cultural parisiense de 39 mil metros quadrados, explicou à agência Efe Pascal, que é apresentador do evento e tem o corpo inteiro tatuado.

Entre os destaques do evento, que acontecerá até domingo, está Tin-Tin, mestre parisiense da tatuagem que há décadas se estabeleceu em Montmartre, a poucos metros do Moulin Rouge.

Criador das anteriores edições de 1999 e 2000, suas agulhas marcaram para sempre a pele do desenhista Philippe Starck e do costureiro Marc Jacobs, se transformando em uma estrela que influenciou centenas de artistas. A falta de tempo o havia impedido de realizar outros eventos na França por 13 anos, até que a pressão das pessoas o convenceu a repetir.

Horitaka, Filip Leu, Valérie Vargas e Hanky Panky são alguns dos tatuadores mundialmente conhecidos que estão no evento.

“Vem gente do mundo todo. Temos os melhores tatuadores dos Estados Unidos, Europa, Japão… e se concentram aqui por três dias”, resumiu Deno, espanhol formado em filosofia que começou na tatuagem através do grafite há 11 anos e que agora trabalha no estúdio Circus Tattoo, em Alcorcón (Madri).

Os gurus da profissão concordam que convém pensar duas vezes antes de tatuar a pele, embora haja técnicas para remover o desenho, mas não é a solução perfeita.

“É possível tirar com laser, mas não é fácil. Demora muito, dói bastante e é uma complicação, portanto é melhor pensar bem no que se quer tatuar e onde”, comentou Ezequiel, argentino que mora na cidade francesa de Toulouse há sete anos.

Ninguém sabe exatamente onde e nem como surgiram as tatuagens, mas as relíquias mais antigas são datadas em múmias do século 2 d.C. Tudo indica que chegou ao Ocidente através as expedições de Cristóvão Colombo na América e de James Cook à Polinésia, e se manteve durante séculos como uma prática reservada a alguns até se popularizar.

Parte dessa aceitação social de tatuar o corpo com ilustrações se deve aos atletas que são adeptos a essa prática, como David Beckham, Zlatan Ibrahimovic, Daniel Alves, Denis Rodman e Mike Tyson.

Trata-se também de uma moda bem extensa e que seduziu algumas estrelas da música, do cinema e ícones de sensualidade, como Angelina Jolie, Brad Pitt, Daniel Craig, Johnny Deep, Axl Rose, Ozzy Osbourne, Marylin Manson, Lenny Kravitz, Lady Gaga, Rihanna, Britney Spears, Amy Winehouse, Ricky Martin, Kate Moss, Megan Fox, Pamela Anderson, entre outros.

Outro fator que deu relevância à profissão é a internet, que facilita a aprendizagem e a variedade, e o fato de que “agora os tatuadores são artistas de verdade, pintores, desenhistas clássicos”, declarou Mathieu, tatuador da célebre família Leu, que há duas gerações é dedicada ao negócio.

“É importante ter uma ideia do que a pessoa quer, mas também é importante deixar que o tatuador se expresse e faça algo bonito”, acrescentou Ezequile, artista especializado no estilo “old school”, onde predominam as flores, revólveres, violões, cerejas e desenhos náuticos – uma das tendências mais apreciadas pelas 15 mil pessoas que são esperadas para o evento.

Sem mais artigos