O Instagram é um lugar ótimo para buscar inspiração, de alimentação balanceada a exercícios físicos simples para realizar em casa.

O problema é que somos bombardeados, todos os dias, por fotos editadas, retocadas e carregadas de filtro que mostram mulheres com corpos perfeitos e desejados, algo completamente distante da nossa realidade.

A partir daí, começam a surgir sentimentos de ansiedade, depressão, baixa autoestima, falta de confiança e motivação… Ou seja, só sentimentos negativos que nos fazem olhar mais e mais para aquelas fotos editadas, que apenas nos colocam para baixo.

A post shared by Stacey Lee (@psychandsquats) on

Uma blogueira fitness, porém, quer transformar essa realidade. A psicóloga Stacey Lee, de Melbourne, começou a editar as próprias fotos no Photoshop para mostrar que nenhum padrão absurdo de beleza é alcançável. Você sempre vai ter uma gordurinha aqui e acolá, um pouco de celulite, braços cheinhos e por aí vai, mesmo sendo musa fitness e tudo.

“Autoestima é definida pela confiança que um sujeito tem em si mesmo, o reconhecimento do próprio valor. Quando esse valor está associado a uma imagem, a um número em uma escala, ao tamanho das roupas ou à definição do corpo, ele nunca poderá ser medido corretamente”.

“O motivo é que a ‘régua’ que usamos para quantificar o valor das pessoas é baseada em mentiras, manipulações e ideais irreais. Somos forçados a acreditar que um tipo de beleza é a meta da vida”, opina Stacey.

Em suas fotos, a psicóloga mostra como ficaria com a cintura mais fina, bumbum empinado, braços esbeltos e outras edições. 

A post shared by Stacey Lee (@psychandsquats) on

Stacey sabe, como ninguém, o poder negativo que as redes sociais têm sobre nossa autoestima. Para se libertar do ciclo de culpa e comparação, ela deixou de seguir diversas mulheres e blogueiras fitness que viviam retocando as fotos para parecerem mais magras, saradas e bronzeadas.

“Você tem o controle, essa é a boa notícia. Se aquelas fotos estão fazendo você questionar e criticar o próprio corpo, é simples: dê unfollow na hora”, aconselha ela.

Sem mais artigos