Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

Ariel McRae usou seu Facebook para falar de uma situação constrangedora e humilhante que ela e seu noivo, Quinn, passaram na loja da Pandora, no Estado do Tennessee, nos Estados Unidos.

Quinn quis fazer algo especial para Ariel e guardou US$ 130 para comprar um par de anéis de noivado, que depois se transformaram na aliança de casamento. “Meu marido não tem muito dinheiro, assim como muitos de nós não tem. Nós lutamos para pagar contas e colocar comida nos nossos estômagos, mas depois de mais de 2 anos de namoro, decidimos que não poderíamos esperar mais”, explicou Ariel.

Quinn e Ariel

Reprodução/Facebook Quinn e Ariel

“Eu não estava pensando sobre anéis, eu só queria me casar com meu melhor amigo, mas ele queria isso. Ele guardou dinheiro para comprar um par de alianças na Pandora. Prata e zircônia para ser mais exata. Esse que está no meu dedo e eu estou completamente apaixonada”, continuou.

“Enquanto nós estávamos comprando os anéis, uma outra vendedora apareceu para ajudar a que estava nos atendendo. Ela disse: ‘acreditam que alguns homens compram esse anéis para noivado? Que patético!’. Eu vi o rosto do meu agora marido se entristecer. Ele já se sentia mal porque não podia pagar por um anel em formato de gota que estava no meu Pinterest. Ele já estava se sentindo um fracasso e me perguntava o tempo todo: ‘tem certeza que você vai ficar feliz com estes?'”, relatou.

ariel e quinn

Reprodução/Facebook

Ariel, então decidiu responder a vendedora da melhor forma possível. “A antiga Ariel teria destruído aquela mulher. A Ariel madura apenas disse: ‘não é o anel que importa, é o amor que há no ato de comprar o anel que importa’. Compramos as alianças e saímos.”

“Teria me casado com ele mesmo se fosse com um anel de 25 centavos de uma máquina de chicletes. Quando é que a nossa nação se afundou tanto a ponto de achar que a única forma de um homem amar de verdade uma mulher é comprando joias de mais de US$ 3 mil? É claro que eles são legais, que o sentimento é incrível e eu não estou tentando cortar nenhuma das experiências de vocês, mas como chegamos nesse ponto? Porque bens materiais são equivalentes a amor?”, questionou.

“Meu marido estava com tanto medo que eu não quisesse casa com ele porque ele não poderia me dar uma joia. Ele tinha medo que o amor que eu tinha por ele não seria suficiente, porque não conseguiria pagar a festa que eu gostaria. O mundo fez isso ser desse jeito e tudo isso é muito triste. Mas aqui estou eu agora, casada, anel de US$ 130, o amor da minha vida ao meu lado e mais feliz do que eu podia imaginar”, finalizou.

ariel e quinn

Reprodução/Facebook

O The Mirror entrou em contato com a Pandora, que disse que “sente muito que Ariel e Quinn tiveram essa experiência durante uma compra com tanto significado, que para atestar seu amor”.

“Essa experiência não está de acordo com os valores da nossa marca ou como nós esperamos que nossos produtos sejam vendidos. Aspiramos todos os dias trazer amor para as pessoas ao redor do mundo, sem importante a ocasião ou o sentimento. Estamos honrados que Ariel e seu marido escolheram Pandora para celebrar esse momento especial com amor incondicional”, disse o comunicado.

O post de Ariel já tem mais de 77 mil reações e 56 mil compartilhamentos.

Sem mais artigos