A nova presidente da UNE, Lúcia Stumpf, diz que apoiou a ocupação da reitoria da USP, que rolou entre os meses de maio e junho.

"Foi uma luta justa e eles conseguiram os seus objetivos. Essa pode ser uma tática aprovada pela UNE. Não sou favorável a provocar danos ao patrimônio público, mas essa é uma forma de pressão legítima", disse.

Stumpf, de 25 anos, também citou outras causas estudantis como foco de se mandato, como a garantia dos estudantes de pagar meia entrada em eventos culturais.

Presidente da UNE gosta de botecos e Ramones

Sem mais artigos