Campanha protesta contra repressão a gays na Rússia

Reprodução Campanha protesta contra repressão a gays na Rússia

Um beijaço de gays está sendo convocado em todo mundo para protestar contra a repressão a esta comunidade na Rússia. “A população LGBTQ na Rússia está sendo silenciada, censurada, presa e até mesmo morta. Pelos próximos 100 anos essa comunidade está limitada de protestar, de se expressar e de ser quem realmente são”, afirma texto divulgado pela Ssex Bbox, projeto de justiça social que busca oferecer perspectivas plurais sobre sexualidade e gênero.

Militantes e apoiadores da causa gay em todo mundo estão aderindo à campanha Kiss the Kremlin, incluindo ativistas e celebridades nacionais e internacionais como Hugo Gloss, Lea Cerezo, Paolla Oliveira, Cauã Reymond, Mariana Ximenes, Bruno Gagliasso, Wagner Moura, Lea T, Naomi Campbell, o fotógrafo Mert Alas, Maria Carla Boscono, o diretor de arte Giovanni Bianco e o diretor Max Joseph. A campanha ganhou ainda visibilidade na televisão, onde o Saia Justa, do GNT, mostrou   um beijos entre apresentadoras Pitty e Astrid Fontenelle.

Leandra Leal publicou em seu Instagram uma foto em que beija a atriz Mariana Ximenes em protesto contra a homofobia

Reprodução/Instagram Leandra Leal publicou em seu Instagram uma foto em que beija a atriz Mariana Ximenes em protesto contra a homofobia

“A campanha é um protesto virtual no Instagram, onde a tag de localização está sendo usada para uma nova utilidade: para dar poder e liberdade de expressão. Uma ferramenta poderosa para lutar contra os preconceitos”, diz a Ssex Bbox. “Mais do que uma campanha, uma nova forma de ativismo LGBTQ no mundo, deixando a comunidade empolgada e esperançosa, pois é algo que nunca poderia ser feito na vida real sem colocar em risco a integridade das pessoas”, completa.

A atriz Leandra Leal  postou  em sua conta do Instagram uma foto em que aparece beijando a atriz Mariana Ximenes. “No dia do silêncio, HOLOFOTES contra quem tenta silenciar o amor! Sejamos nós, o país que mais mata LGBT no mundo, ou o governo russo, que tenta calar com prisões, campos de concentração e tortura física e psicológica. Não se cale! Poste você também um beijo e marque o Kremlin na localização do Instagram com as hashtags da campanha. O amor é livre!”, escreveu na legenda da foto. A cena foi extraída do filme O Uivo da Gaita, de 2013.

Já Cauã Reymond postou uma foto do filme Milk e escreveu: “Tem gente morrendo e sendo torturada na Rússia apenas por ser quem é. Homossexuais são reprimidos, enviados a campos de concentração e outros absurdos que nem temos conhecimento. Hoje é #DiaDoSilêncio, mas vamos dar voz a um movimento chamado #Kiss4LGBTQrights. Poste uma foto de beijo, use a tag, marque Kremlim na localização e #NãoSilencieOAmor, vamos juntos fazer parte desse protesto virtual em apoio a todos que lutam pela liberdade”, afirmou.

“A imagem que postei é cena de #Milk, filme onde Sean Pean interpreta Harvey Milk, político e ativista gay, primeiro homem abertamente gay a vencer uma eleição na Califórnia”, completou o ator.

Postagem de Paolla Oliveira

Reprodução/Instagram Postagem de Paolla Oliveira

Paolla Oliveira fez a seguinte postagem: “Amar é lindo. Amar é livre! Mas em alguns lugares do mundo essa é uma condição limitada. Na Rússia, existem leis que proíbem a homossexualidade e qualquer manifestação em defesa da liberdade sexual. Em locais como a Chechênia há relatos de campos de concentração, para onde gays são levados e torturados. Hoje, no dia do silêncio, vamos mandar muito amor para essas pessoas que não podem ser quem são. Poste uma foto de um beijo, marque Kremlin na localização e use as tags #Kiss4LGBTQrights e #NãoSilencieOAmor, grite para e com o mundo que amar é tudo de bom. Essas maravilhosas na foto são a @lelagomes e @giordannaforte.

Sem mais artigos