Reprodução/CBC News

Um passageiro fez um voo retornar para Toronto, no Canadá, após sugerir ter contraído o coronavírus durante uma viagem à China, o país mais afetado pela epidemia. No entanto, tudo não passava de uma pegadinha. O intuito, segundo o canadense, era gravar um vídeo viral.

James, de 28 anos, é um aspirante a músico que costuma viajar com frequência, de acordo com a CBC News.  Ao noticiário, ele explicou que não disse estar com coronavírus, mas criou uma suspeita entre os outros passageiros do voo rumo a Montego Bay, na Jamaica .

Durante a viagem, ele pegou a câmera, levantou-se e pediu em voz alta a atenção de todos. Então disse: “eu acabei de voltar de um voo da província de Hunan. Essa é a capital do coronavírus”, completando, “eu não me sinto muito bem”.

No entanto, a cidade chinesa mais afetada é Wuhan, que fica na província de Hubei.

O músico contou ter sido abordado por um comissário de bordo de máscara que o colocou em uma fileira sozinho e o fez vestir máscara e luvas. Ao descobrir que o voo estava retornando para Toronto, James disse ter se sentido mal.

Segundo testemunhos da polícia, ele teria afirmado estar com o coronavírus. O passageiro foi examinado por médicos ao chegar no Aeroporto Internacional de Pearson e liberado em seguida. James foi processado e terá que comparecer ao tribunal em Março.

“Estou muito arrependido. Sinto muito por todos que tiveram os planos prejudicados”, declarou o músico após a pegadinha.

Sem mais artigos