Há dois anos, George perdeu seu melhor amigo. Ele e Blankie, um labrador, moraram juntos por quase 20 anos, dividindo brinquedos, correndo para cima e para baixo e se divertindo como se não houvesse amanhã. Quando Blankie morreu, Jacquie Litton, dono de George, observou um estado de luto no cachorro que simplesmente teimava em passar. O cãozinho passava os dias deitado, recusando carinho e brincadeiras.

George enfrentava uma depressão de dois anos quando esse patinho simpático decidiu oferecer um ombro amigo. Agora, eles são inseparáveis!

Reprodução/Facebook George enfrentava uma depressão de dois anos quando esse patinho simpático decidiu oferecer um ombro amigo. Agora, eles são inseparáveis!

O luto se transformou em uma depressão profunda, cenário que só viria a mudar com a companhia de um outro bichinho, ainda mais curioso. Jacquie contou que, num dia qualquer, um pato aparecera em sua casa, sem nenhum motivo aparente. Como que por instinto, o animal se “aninhou” em George, oferecendo algum tipo de conforto e consolo que nós, humanos, não conseguimos vislumbrar tão bem. George e o pato se tornaram inseparáveis, como se ambos precisassem de um ombro amigo.

Desde a chegada do novo amigo, George nunca mais chorou. Seu dono não duvida do carinho recíproco entre a dupla, mesmo sem entender o que motivou a chegada daquele pato tão simpático à casa de George. Agora, Jacquie tem planos de construir um pequeno lago para que o visitante também possa se sentir em casa, em seu habitat natural. Desse jeito, ele e George podem ser amigos por toda uma vida. Lindo demais, né?

Veja algumas fotos dessa parceria inusitada aqui na galeria:

Sem mais artigos